Lição

Se as pessoas não te procuram, é porque você não é importante ou não vale à pena.

Anúncios

Linha fina

Fiquei pensando nesses dias até onde podemos nos intrometer na vida das pessoas que amamos. Sou um pouco protetora com aqueles que gosto e não suporto a idéia de que alguém está fazendo mal pra eles. Fico mais puta ainda quando eles deixam. Como ando numa fase bem sincera, acabo falando o que penso e ouvindo o que não quero, às vezes.

Por que será que a gente precisa se meter na vida das pessoas? Por que precisamos ficar dando palpite sobre tudo e nos achando no direito de nos intrometer. O fato é que não gosto que as pessoas fiquem cutucando suas feridas (apesar de fazer isso constantemente comigo mesma).

Preciso aprender a me controlar.

Por que será?

Não é raro ver debates sobre qual o motivo da Igreja Católica perder espaço para outras religiões cada vez mais. Eu, sinceramente, não sei porque discussões desse tipo ocorrem. A resposta é tão óbvia como dois e dois são quatro. Quem iria acreditar na palavra de um monte de velhinhos que parecem ser um bando de nazistas doidos?

A Igreja precisa se atualizar e isso é notícia velha. Padres pedófilos, proibição de camisinha em tempos de AIDS e, a mais recente, excomunhão da equipe médica que realizou o aborto da menina de nove anos que engravidou por meio de um estupro do padrasto. A operação foi autorizada pela mãe, que também foi excomungada.

Juro que não entendo. Como uma pessoa que prega a paz no mundo, o amor a Deus pode vir a público e afirmar que um aborto desse é muito mais grave que o estupro de uma CRIANÇA de 9 anos. Sim, porque foi isso que o arcebispo de Olinda e Recife, Dom José Cardoso Sobrinho declarou à imprensa. Como assim? A mãe estava querendo preservar a filha do peso de carregar gêmeos frutos de um ato brutal, assim como poupar a vida daquela criança, que já vai levar um fardo gigantesco para o resto da vida: ela foi violentada por uma pessoa muito próxima.

O que os padrecos acham que deveria ser feito? Deixar que Deus decidisse se a menina merecia morrer no parto? Pelo visto, na opinião deles, sim.

Depois, as pessoas se perguntam porque os bancos das igrejas católicas estão cada vez mais jogados às moscas.

Dia da mulher

O fato de criarem um dia para lembrar a mulher deve ter sido idéia de um homem. Ninguém teria uma atitude mais machista do que um próprio homem (apesar de termos um monte de mulheres machistas). Não gosto de que a importância da mulher, toda a sua força e resistência seja lembrada apenas com um dia. Isso era algo para ser valorizado todos os dias do ano. Mas parece que somente no dia 8 de março a gente merece ser lembrada.

Mas já que o dia existe, bem que os homens poderiam achar que somos mais do que seres inconstantes, delicados e que gostam de comprar lingerie, sapato, maquiagem e cosméticos. Acho que o mundo ainda está bem distante de uma evolução desse tipo.

jeitinho brasileiro

Fui para Foz do Iguaçu no último Carnaval e fiquei pensando no nosso famoso jeitinho brasileiro. Toda vez que falam na Cataratas do Iguaçu, todo mundo lembra de Brasil. Mas isso é uma injustiça tremenda. Na verdade, os verdadeiros donos das cataratas são os argentinos. Sim, isso mesmo! As quedas estão, em sua maioria, do lado de lá da fronteira, em território argentino. A gente fica com parte da visão, porque mesmo do lado de lá, podemos ver de um jeito bem mais bonito. É o famoso jeitinho brasileiro…