A Gripe do Porco

Não é certeza, mas, tudo indica que fui pega pela gripe do porco na última semana.

Como acho que blog serve para dividirmos experiência, vim aqui contar como foram meus dias de suína.

Na verdade, para saber se tive mesmo, teria que fazer um exame. O resultado vem em um mês: ou seja, antes disso ou estava curada ou morta.

Como não tinha febre, o médico me tratou como se fosse uma gripe normal, com a promessa de que andaria com um termômetro ao meu lado e, ao menor sinal de febre, correria para lá para mudar o tratamento.

Bom, a febre não veio e os meus dois dias de licença médica se transformaram em dias de trabalho árduo.

E o meu feriado se transformou em dias de zumbis. Dormia e acordava para comer.

Não reparei nada de diferente das outras gripes que tive. Só cheguei a uma conclusão: não posso tomar remédio que tenha paracetamol. Eles me deixam derrubada!

Derrubado o mito da gripe suína para mim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s