O caso da Uniban

Voltamos aos tempos do conservadorismo, só pode. Ainda estou espantada com o barulho que um micro-vestido causou em uma faculdade.

Se o barulho e toda a bagunça que pernas de fora causaram espanto na minha pessoa, o que dirá então da expulsão da menina que foi quase vítima de violência sexual pelos animais que estudam naquela universidade.

Sem provas aparentes, pelo o que já dei uma apurada, a Uniban colocou toda a culpa nela. É mais fácil culpar uma mulher (que é vítima desde o início dos tempos) de um caso assim. É mais do que reconhecer que os seus alunos são hipócritas, com um pensamento pequeno e que não podem ver um par de coxas.

Se drogar, cometer abusos com álcool e sair beijando 15, 20 pessoas numa micareta pode. Porém, usar uma saia curta, não. Sabe como é, aquele não ambiente para tal.

Não sou a favor de mulheres que usam o corpo para se promover, porém, é delas e elas têm o direito de fazer o que quiserem com a sua imagem. O que me revolta é esse machismo e hipocrisia por parte dos alunos e da faculdade.

Se eu fosse essa guria, enfiava um processo na Uniban e mudava de faculdade. Eu não gostaria de ser formada por uma instituição que tem um pensamento desse.

Anúncios

Um comentário sobre “O caso da Uniban

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s