Crescendo, ganhando e perdendo…

Ficar mais velha tem lá os seus sabores: a primeira vez; a felicidade de comprar um carro, viajar sozinha sem pedir autorização, ganhar o seu dinheiro… Porém, nada que é bom vem sozinho e sempre existe um lado ruim que acompanha as coisas boas.

Os convites de casamento não chegam mais em nome dos seus pais (assim como também não são eles que bancam os presentes); assim como aumentam os convites para festas de crianças – a maioria filha de amigos que cresceram conosco -, aumentam nossas idas ao cemitério.

Para mim, essa é a parte mais triste. Ver pessoas que fizeram parte da nossa história partir. Nesse último final de semana, soube que a avó da minha prima faleceu. Lembro dela com um carinho extremo: além de me ensinar todos os palavrões que conheço, Dona Isaura jogava baralho com a minha mãe, me ensinando todos os esquemas para derrubar as estratégias dela, sempre com um pote de bolinho de chuva me esperando.

Ela tinha cheiro de canela e açúcar para mim. Quero lembrá-la assim… Os bolinhos de chuva não serão mais os mesmos… vai com Deus, Zareta,

Anúncios

Um comentário sobre “Crescendo, ganhando e perdendo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s