Mini comidinhas

Eu acho simplesmente fantástico o visual de comidas minis: cenourinhas, espigas de milho pequeninas e, mais recentemente, as mini abóboras me encantam. Acho que elas são tão bonitas. O prato fica tão fofo! Eu ainda não tinha feito nada com as abóboras, que parecem estar na moda, até que experimentei num restaurante e fiquei com vontade de repetir em casa.

Passei num mercado esses dias e lá estavam elas: as minis abóboras, prontas para irem comigo embora. Lembrei que tinha um pedaço de carne seca em casa (algo como uns 200 ou 300) e um paio. Comprei um pote de creme de ricota e me mandei para a casa.

Peguei duas mini abóboras e coloquei para cozinhar por uns 10 ou 15 minutos. O ponto é quando você enfia um garfo nela e sente que está firme, mas não molenga. Enquanto isso, numa panela separada, fervi a carne e o paio duas vezes e, depois, deixei na panela de pressão por uns 20 ou 30 minutos. Deixei a carne bem molinha. O paio foi picado em pedacinhos e reservei. Peguei a carne e coloquei num processador, deixando ela bem desfiada. Numa outra panela, comecei a refogar o paio já picado e cozido junto com um pouco de cebola e alho. Quando a linguiça estava dourada, juntei a carne. Mexi um pouco e acrescentei o pote de creme de ricota. Não usei nenhum tempero, nem sal. Isso porque as carnes ainda tinha um resquício de sal, mas coloquei umas três cebolinhas picadas para dar uma cor e um sabor a mais.

Depois de misturar bem esse recheio, peguei as abóboras, cortei na metade e tirei a semente. Dividi o recheio em 4 partes para rechear cada uma das metades. Levei ao forno com um pouco de queijo ralado para gratinar e, na hora de servir, acrescentei um pouco de salsinha picado em cima.

O sabor é algo de sensacional. O visual também ficou bem legal. Se você não é fã de carne seca e paio, troque por duas latas de atum defumado (já testei e aprovei essa opção!). Pode ser uma entrada bem legal para um jantar mais elaborado.

Anúncios

Galette de Morango

Todo mundo tem alguns desejos pessoais. Um dos meus desejos era um dia fazer uma galette. Via as fotos desse doce e achava tão bonita aquela aparência rústica. Porém, sempre batia a preguiça ou a falta de um dos ingredientes para fazer uma galette.

Eis que, um belo dia, não é que eu tinha tudo em casa? Consultei meu livros de receitas e lá fui eu. Esse é um dos doces mais fáceis que já fiz na vida!

Para a massa:
1 xícara de farinha de trigo
2 colheres de sopa de polenta
1 colher de sopa de açúcar cristal
100g de manteiga
1 pitada de sal
1/4 de xícara de água gelada

Misture todos esses ingredientes numa tigela (menos a água). Quando você formar uma espécie de uma farofa, vá colocando a água aos poucos. Assim, você forma uma bolota. Envolva essa massa no papel filme e leve para a geladeira por cerca de 1 hora.

Enquanto isso, lave uma caixinha de morangos, corte em pedacinhos e reserve. Assim que abrir a massa em um círculo, coloque 1 quadradinho de manteiga sem sal, espalhe os morangos no meio, deixando uns três dedos de massa para que você possa dobrar para cima. Espalhe umas 3 colheres de açúcar cristal e, caso goste, algumas macadâmias picadas. Cubra uma forma com papel manteiga e leve ao forno até que a massa fique dourada (cerca de 1 hora).

Foi um dos pratos que fiz que me deixou mais orgulhosa!

Rendeu somente 4 pedaços bem generosos.

Franguinho diferente

Um dos blogs de cozinha que comecei a ler primeiro foi o Panelaterapia. E as receitas da Tatiana já renderam boas refeições aqui em casa. Uma delas foi logo que comecei o regime. Queria usar uns filés de frango que tinha por aqui, mas não sabia como fugir do óbvio.

A receita é bem bacana. Anote aí quem ainda não conhece:

+ou- 15 biscoitos integrais quebrados na mão
2 filés de peitos de frango
2 colheres de maionese light
1 colher de mostarda dijon
Ervas da sua preferência (usei um pouco de salsa e um pouco de manjericão)
Uma pitadinha de sal e pimenta do reino para temperar o frango

Faça uma mistura com a maionese, ervas e mostarda. Depois de temperar o frango, passe-o nessa misture e, depois, nos biscoitos quebradinhos. Cobrir tudo é uma arte. Mas não tem problema se algumas partes ficarem aparentes.

Leve em forno médio por cerca de 40 minutos. Deixe 20 minutos de cada lado. O bom é que a maionese não deixa o frango seco. O meu ficou bem suculento e saboroso.

Para acompanhar, eu peguei uma fatia de pão folha recheado com salada de folhas diversas, pedacinhos de queijo branco e um molho que leva duas colheres de mel, uma colher de mostarda, azeite e uma pitada de páprica picante. O doce e o picante ficaram ótimos juntos.

Batata ao forno com shitake

E eu continuo na minha batalha para perder peso. Não fiz nenhum receita inteira dos livros ainda, mas eles abriram minha mente. Outra novidade é que estou na fase do espinafre. Comi espinafre pelo menos umas três vezes na última semana. O prato que vou publicar é um dos que inventei.

Ele é simples, saboroso e bem prático. Vamos aos ingredientes:

4 batatas médias cortadas em fatias finas
1/2 maço de espinafre
10 shitakes pequenos lavados e cortados em 4
Sal
Páprica picante
Azeite
6 fatias de mussarela light

Espalhe as batatas no fundo de uma assadeira redonda de uns 20 cm de diâmetro, regue com o azeite e jogue páprica picante por cima. Numa panela, refogue o espinafre e o shitake. Jogue por cima das batatas e não jogue fora o caldinho que fica na panela. Ele também vai pro forno. Por cima disso tudo, coloque as fatias de queijo. 20 minutinhos no forno médio e está pronto. Tudo o que vai queijo em cima fica sensacional, não é?

Tenho buscado pratos práticos pela minha falta de tempo de noite. Adoro cozinhar, mas não quero ficar horas no fogão para me alimentar corretamente.

Omelete de Forno

Adoro ovo! Cozido, frito, de qualquer maneira! Como omelete desde pequenina. Mas, ele frito não é lá muito light. Porém, os meus livros de receitas magras deram uma solução excelente para os meus problemas: omolete de forno. E olha, fica tão bom quanto frito.

Vamos aos ingredientes:

4 ovos
1 bandeja de shimeji
Um talo de 5 cm de alho poró cortado em tirar bem pequenas
Sal e pimenta do reino a gosto
Alguns cubinhos de queijo canastra

Em uma panela, coloque um fio de azeite e comece a cozinhar o alho poró. Quando ele começar a murchar, junte o shimeji. Quando o shimeji estiver quase no ponto, bata os ovos, junte o sal, a pimenta do reino e os cubinhos de queijo. Pegue uma travessa bem pequena, unte com manteiga e despeje esse misture. Por cima dela, coloque o shimeji e o alho poró. Leve ao forno médio ate ficar firme em cima e bem dourado.

Fiquei surpresa com o resultado.