Cupcake de paçoca

Eu odeio dever coisas! Dinheiro, trabalho, promessa, exames… qualquer coisa que eu prometa, tenho que pagar. Tenho algumas dívidas culinárias ainda de pé, mas estou começando a pagar. Uma delas eram cupcakes para a minha prima emprestada, a Jana. Nos adotamos no fim das nossas infâncias e, apesar de não termos o mesmo sangue, dividimos uma energia parecida e compartilhamos (espero que do lado de lá seja assim também) um carinho muito mais verdadeiro do que muito parente por aí.

Desde que ela engravidou, prometi uma receita de cupcakes. A Maria nasceu e a minha promessa ainda não tinha sido saldada. Eis que chega o aniversário da prima: parece de propósito, mas essa criançona nasceu bem no dia 12 de outubro. Nada mais propício do que bolinhos sabor paçoca para combinar.

E assim foi paga minha promessa.

Para a massa, foi usado:

  • 80 g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • 2 ovos inteiros
  • 1 gema
  • 1 1/2 xícara de paçoca
  • 3/4 de xícara de farinha
  • 1/2 xícara de açúcar
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 1/2 colher de chá de sal

Bata tudo na batedeira até a massa ficar homogênea e distribua em forminhas de cupcake padrão (cerca de 13 por receita). Leve para assar. Ele fica bem dourado em cima. Esse é o ponto.

Para a cobertura fiz uma ganache de chocolate. Derreti meia barra de chocolate amargo de 170 g e outra metade de uma barra do mesmo tamanho de chocolate ao leite. Misturei com meia caixa de creme de leite e cobri os bolinhos. Depois, foi só cantar parabéns e curtir a companhia dessa pessoa tão querida que adotei como família.

Dica: a receita também funciona muito bem em forma de furo no meio. Fiz essa versão com uma ganache só de chocolate meio amargo.