A vida sem leite e derivados

Eu sei que tenho feito muitos posts sobre doces, mas é porque eles tem sido as coisas mais diferentes que tem pintado no meu cardápio, mas acho que esse mês devo ter que me virar para fazer pratos diferentes e que não levem leite e derivados nos seus ingredientes.

A minha bebê está com suspeita de intolerância à lactose e, para tirar a dúvida, o pediatra pediu para cortar leite e derivados da minha dieta, já que ela mama no peito.

O problema disso é que uso muito queijo e minha alimentação tem muito leite e outros derivados! E tudo o que eu penso em fazer leva creme de leite, creme de ricota, queijo etc.

Mas, se é pelo bem da baixinha, uso a criatividade e ainda dou uma variada no cardápio. Porém, ainda estamos na fase de receber visitas. E tenho sempre algum petisco ou bolo para oferecer. Todos sempre tinham um q de leite.

Esse final de semana ia receber algumas pessoas e queria servir um bolo (até porque sempre sobra mais para saciar a formiga dentro de mim durante a semana). Foi aí que achei essa massa no livro da Tatiana Cardoso, chef do Moinho de Pedra.

Ingredientes:
1 xícara de chocolate em pó
1 xícara se água filtrada
1/4 de colher de chá de bicarbonato de sódio
6 ovos caipiras
3/4 de xícara de óleo de girassol
2 xícaras de açúcar demerara
1 xícara de farinha de trigo comum
1 xícara de farinha de trigo integral
1 colher de sopa de fermento em pó químico

Leve ao fogo o chocolate em pó, a água e o bicarbonato, mexendo a panela até que a mistura esteja bem dissolvida. Reserve.

Bata as gemas na batedeira em velocidade alta, acrescentando o óleo em fio até formar um creme com uma consistência de maionese. Coloque o açúcar e bata por mais dois minutos. Junte a mistura com o chocolate e as farinhas e bata até formar uma massa homogênea.

Separadamente, bata as claras em neve. Desligue a batedeira e acrescente o fermento nas claras e mexa com uma espátula.

Transfira as claras para a massa e e mexa com uma espátula até que elas estejam incorporadas na massa. Despeje numa forma com fundo removível e asse em fogo médio por 40
minutos. Vá olhando porque a minha massa queimou nos cantos nesse tempo e tive que cortar uns pedacinhos.

A receita original dizia para rechear com uma mistura de frutas vermelhas e chantili, mas como não achei frutas vermelhas e não posso com leite, fiz uma alteração. Usei 2/3 de um vidro de geléia se damasco para o recheio e o restante cobri a parte de cima do bolo. Para decorar, espalhei damascos secos e polvilhei açúcar de confeiteiro. A massa não é muito doce e casou muito bem com o ácido do damasco.

20130427-202356.jpg

Anúncios

Docinhos de festa da Dona Glória

Minha relação com a comida com certeza começou com a minha mãe. Cozinheira destemida de mão cheia, ela sempre proveu a mesa de casa com pratos de encher a boca d’água de muito gourmet por aí. Ela é a própria definição de que uma boa comida é feita com amor.

Ela sempre provou isso. Frequentemente presenteia aos que ama com sua comida predileta. O meu bobó de camarão, o salpicão da Carol, o quiche e a farofa do Fernando, as rabanadas do Jaiminho e da Rapha, além dos muitos pratos que meu irmão gosta. Falar algo como “estava com uma vontade de…” perto dela é quase uma ordem.

Desde que a minha filha nasceu, ela tem renovado seu amor por mim, pelo Fernando e pela Clarice com pequenos agrados culinários. Sua maior preocupação quando estava me recuperando da cesárea, adivinhem só: o que você está comendo? E essa preocupação se estendia ao Fê, além de contribuir para que o meu leite ficasse forte para a neta com quem ela sempre sonhou.

E as receitas desse post foram feitas por ela. São dois docinhos de festa completamente diferentes dos tradicionais. Com certeza eles estarão presentes na festa de um ano da Clarice, assim como já marcaram presença nesses três primeiros meses: o doce de leite Ninho e brigadeiro de banana. O primeiro é tradição familiar; já o segundo é novidade!

Doce de leite Ninho – ingredientes
1 lata de leite Ninho
1 xícara de açúcar
1 vidro de leite de coco

Modo de fazer
Colocar o leite em pó e açúcar em uma tigela e ir despejando o leite de coco aos poucos para sentir o ponto. Quando der para enrolar uma bolinha, está pronto. Normalmente, não se usa um vidro inteiro de leite de coco. Simples assim. Nem precisa ir ao forno.

Brigadeiro de Banana – ingredientes
3 bananas prata
1 pote de Nutella de 350g
1 lata de leite condensado
2 colheres de manteiga

Modo de fazer
Cortar a banana em pedaços bem pequenos e levar ao forno junto com a manteiga. Quando a banana começar a querer grudar no fundo da panela, juntar o leite condensado e a Nutella e mexer até o mesmo ponto de um brigadeiro normal.

Minha mãe usa açúcar refinado para cobrir as bolinhas e funciona super bem. Só não garanto que fiquem tão bom quanto os dela porque vocês não vão ter a dose de amor da Dona Glória!

20130422-185241.jpg

Bolo de milho para o terceiro mês

E chegou o tão falado terceiro mês! Desses três primeiros, acho que ele foi o mais marcante e também o que me fez sentir segura. Vacinas, adaptação do intestino da pequena, mais liberdade para mim, minha volta às panelas e ao volante com uma nova passageira… Puxa, foram tantas coisas!

Parece que eu e a Clarice já estabelecemos nosso elo e uma não vive mais sem a outra. Sinto que ela sente segurança em mim e eu também me sinto mais forte e completa com ela ao meu lado. Acho que até para o Fernando esse mês foi mais gostoso porque ela interage mais e já dá mais sinais do que quer, além de ter uma rotina já mais marcada (o que ajuda demais).

Para comemorar, eu fiz um bolo e o Fernando outro. Porém, esse post é só do meu. Veremos se o pai topa fazer uma outra participação especial aqui no blog para dar a receita do dele.

O escolhido, seguindo a linha de bolos mais caseiros, foi o bolo de milho cremoso. Vi a receita no site da GNT e fiquei doida por uns 20 dias. E ela é bem prática, seguindo o que eu disse no post anterior sobre querer fazer as coisas rápidas para curtir minha bebê.

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1 lata de milho em conserva escorrido
4 ovos
2 colheres (sopa) de manteiga em temperatura ambiente
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 embalagem de cream cheese Philadelphia (150g)
1 vidro de leite de coco (200ml)

1 pacote de coco em flocos (100g)
1 colher (sopa) de fermento em pó

No liquidificador, bata o leite condensado, o milho, os ovos, a manteiga, a farinha de trigo, o sal, o cream cheese Philadelphia e o leite de coco. Passe para uma tigela e acrescente o coco em flocos e o fermento em pó. Coloque a massa em uma assadeira de furo central untada e enfarinhada e leve ao forno preaquecido em temperatura média-baixa por 20 minutos. Depois aumente para temperatura média por mais 40 minutos. O bolo está pronto quando a parte de cima começa a ficar dourada.

O combo bolo e café com amigos funciona muito bem!

20130422-102755.jpg

Frango cremoso com milho

Como já disse aqui antes, virei mãe! E quando o seu bebê é novinho como a minha, tempo é material raro em sua vida. Por isso, para manter a paixão pela cozinha acesa, meu nome agora é praticidade e rapidez!

Nada de ficar duas horas preparando algo! Um motivo é porque a bebê quer atenção e outro é porque eu também quero dar atenção para ela!

Esse prato atende bem as necessidades citadas acima. Além de tudo, é uma delícia!

Ingredientes: 1 kg de filé de peito de frango cortado em cubos; 1 lata de creme de leite; 1 lata de milho verde cozido; 1 copo de requeijão; 1 pacote de sopa de cebola; e um pacote de batata palha.

Para fazer: refogue o peito de frango temperado com alho e um pingo de nada de sal (também coloquei alecrim). Reserve. No liquidificador, bata o requeijão, o milho, o creme de leite e a sopa de cebola até ficar uma mistura homogênea. Despeje o creme em uma travessa e acrescente o peito de frango. Misture os dois e leve ao forno até que a parte de cima fique dourada. Coloque um pouco de batata palha em cima, volte ao forno por mais 5 minutos e pronto!

O restante da batata palha você pode usar na hora de servir. Para acompanhar, arroz branco. Simples assim!

Eu usei somente ingredientes lights, mas minha cabeça de gordinha está pensando em trocar o requeijão por catupiry para ver como fica!

20130414-150416.jpg