Seis meses com vontade de voar para longe

Quando pequena, viajava uma vez por ano para conhecer um pedaço do país com os meus pais. Sempre morei longe da terra que nasci também. Isso foi muito bom e essas viagens são grande parte das melhores memórias da minha infância.

Ainda bem que eu arrumei um companheiro de vida para dividir memórias de viagens e a empolgação de programar alguns dias longe de tudo com a mesma empolgação que eu. Eu torço para que a Clarice também seja mordida por esse bichinho. Já fomos para Campos do Jordão com ela e a experiência foi ótima!

Nesse mês, com a Clarice cada vez mais parceira e interagindo conosco, estou tendo siricutico para pegar estrada e planejando pequenas viagens para testá-la antes de uma maior, no ano que vem.

Por isso, escolhi um bolo que me faz lembrar de Amsterdam para cantar o sexto parabéns da Clarice. Eu comi esse bolo de cenoura lá e, desde então, venho procurando uma receita parecida. Como um sinal, achei a diaba na última edição da Casa & Comida. Parece um complô do universo me mandando viajar, não?

Para a massa você vai precisar de: 2 ovos, 220g de açúcar mascavo, 150g de óleo de canola, 45 ml de iogurte natural, 1/2 colher de café de extrato de baunilha, 160g de farinha de trigo, 1/2 colher de café de fermento em pó, 1/2 colher de café de bicarbonato de sódio, 1/2 colher de café de sal, 1/2 colher de café de canela em pó, 1/4 de colher de café de gengibre em pó, 260g de cenoura ralada, 80g de uvas-passas brancas, 50g de nozes picadas.

Na batedeira do tipo globo, bata os ovos e o açúcar por quatro minutos. Em uma tigela, junte o óleo, o iogurte e a baunilha; depois coloque essa mistura na batedeira e incorpore. Junte a farinha e o restante dos ingredientes em pó e misture com a massa manualmente. Adicione, então, as cenouras, as uvas-passas e as nozes. Leve ao forno numa forma redonda e asse por cerca de 45 minutos em forno médio até que o palito saia seco da massa.

A cobertura e o recheio é um cream cheese frosting. Use 360g de cream cheese, 115g de manteiga e 230g de açúcar impalpável (usei o de confeiteiro). Na batedeira, use um batedor raquete e jogue primeiro o cream cheese. Bata até ele ficar bem cremoso. Adicione a manteiga, deixe a mistura ficar homogênea e, depois, vá adicionando o açúcar aos poucos, batendo.

Eu dividi o bolo ao meio e coloquei um pouco desse creme no recheio e também usei na cobertura. Fiquei satisfeita com o resultado, mas usaria mais cenoura em uma próxima vez. Leve o bolo para a geladeira. Principalmente por conta do creme.

20130721-194418.jpg

Macarrão com camarão e lula

Há alguns dias estava com vontade de fazer um macarrão com lula e camarão. Não tenho a mínima ideia de onde tirei esse desejo, mas queria muito e nem me preocupei em procurar a receita pois já tinha uma em mente.

Tenho um pouco disso: crio pratos na minha cabeça, peças de roupa que nunca vi mas gostaria de ter, sinto falta de cheiros de lugares… Coisas de gente normal, não?

Com esse prato foi assim; nunca comi em nenhum lugar, mas acordei há umas duas semanas com vontade de fazê-lo. Só estava faltando tempo e disposição.

Usei cerca de 500g de camarão rosa, 300 de rodelas de lula, 500g de macarrão parafuso, 1 lata de molho de tomate, 5 dentes de alho, 1/2 pote de creme de ricota, uma pitada de açafrão, 4 colheres de café de alcaparras e coentro a gosto.

Primeiro, forrei o fundo da panela com azeite e coloquei os dentes de alho bem picadinhos para dourar. Junto com eles, as rodelas de lula. Quando elas estavam quase brancas, coloquei os camarões e tentei selar os rapazes dos dois lados. Acrescentei sal (não muito por conta das alcaparras). Joguei o molho de tomate, o creme de ricota, as alcaparras e o açafrão. Fechei a panela a deixei ferver por alguns minutos. Em uma outra panela, cozinhei o macarrão. Quando ficou pronto, escorri e misturei a massa com o molho. Acrescentei dois ramos de coentro só para dar um cheirinho a mais.

Ficou bem melhor do que eu imaginava. Da próxima vez, vou tentar trocar as alcaparras por azeitonas pretas.

20130706-192623.jpg