Bolo sem ovo, sem leite e sem glúten

Não sou nenhuma Bela Gil que fica encontrando problemas em todos os ingredientes  no armário. Até deveria ser mais cuidadosa com a minha alimentação de vez em quando, mas confesso que adoro alguns venenos. Porém, como uma interessada na cozinha, adoro testar receitas e me interesso por descobrir novos ingredientes. Até porque, tenho alguns amigos que são vegetarianos e veganos – ou até tem problemas de intolerância a leite e derivados – e gosto de receber as pessoas bem em casa.

Foi assim que achei essa receita no livro Naturalíssima, da Chef Tatiana Cardoso, que pilota a cozinha do restaurante Moinho de Pedra, em São Paulo.

Os ingredientes:

  • 1 xícara de chá de água filtrada
  • 1 1/3 de xícara de chá de cenoura ralada
  • 1/2 xícara de chá de uvas-passas pretas sem sementes
  •  1/2 xícara de tâmaras secas picadas
  • 1/2 xícara de ameixas pretas picadas
  • 1/2 xícara de banana-passas picadas
  • 1/2 colher de cravo em pó
  • 1/2 colher de canela em pó
  • 1/2 colher de noz moscada ralada na hora
  • 2 colheres de sopa de melado
  • 4 colheres de óleo de girassol
  • 1 xícara de farinha de arroz integral
  • 4 colheres de fermento em pó químico
  • 3/4 de xícara de quinoa em flocos
  • 1/4 de xícara de amaranto em flocos

Ponha a água em uma panela e leve ao fogo. Adicione a cenoura, as frutas secas e as especiarias. Assim que levantar fervura, abaixe o fogo e deixe cozinhar por 5 minutos. Retire a panela do forno, coloque o melado e o óleo, misture e deixe esfriar. Em uma tigela grande, coloque a farinha e o fermento passando por uma peneira. Acrescente os flocos de quinoa e os de amaranto. Adicione a mistura da panela já fria e bata com uma colher de pau até que a massa esteja homogênea. Em uma forma de pão untada e polvilhada, despeje essa massa. Leve ao forno preaquecido em temperatura média por cerca de 40 minutos ou até que você faça o teste do palito e ele saia seco. Deixe esfriar por pelo menos 15 minutos antes de servir.

A consistência desse bolo é bem diferente. E o sabor forte nem sempre agrada crianças. A minha filha, por exemplo, que come até pedra, só comeu metade do pedaço. Mas achei bem parecido com aqueles bolos de Natal cheios de especiarias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s